sexta-feira, 26 de junho de 2015

terça-feira, 9 de junho de 2015

FESTIVAL RECIFE UNDERGROUND



Olá, galera! O Festival Recife Underground Convida todas as bandas Underground a participarem da inscrição para o primeiro Festival Recife Underground, que ocorrerá no dia 06 de setembro na Sede Abutre's em Olinda, será 10 bandas selecionadas e a banda vencedora ganhará uma sessão de fotos profissionais e participará do próximo evento.

As inscrições são até o dia 01/07 e o resultado com o nome das bandas selecionadas dia 05/07. Não Percam !
Inscrições na pagina do evento: https://www.facebook.com/events/1472077253084035/

segunda-feira, 8 de junho de 2015

LAMPIONS STORE ESTÁ CHEGANDO


Caros amigos e leitores, em breve nossa loja estará no ar e irá chegar com força total; estamos trabalhando a todo vapor para disponibilizar os produtos o mais breve possível para vocês curtirem o melhor feito especialmente para vocês.

Por enquanto sintam mais um pouco do que está por vir!

Curtam nossa fanpage: facebook.com/Lampions-Store

sábado, 6 de junho de 2015

NOVIDADES NO BLOG


Há algum tempo venho querendo dar uma guinada no blog e fortalecer de alguma forma essa cultura e enfim contribuir mais efetivamente para o nosso universo, e foi com esses pensamentos e desejos que apresento a vocês a nossa marca de suporte para a nossa lojinha virtual, muito em breve os produtos estarão disponíveis, mais enquanto isso estamos aqui trabalhando. 


A Lampions Store chega para preencher uma lacuna sentida por quem tem atitude e admiração pela arte urbana, blusas dedicadas aos amantes das duas rodas, V8, free estile e Underground. Para isso desenvolvemos uma estrutura online, por meio do Face book e instagram e aqui no blog, em que o cliente possui a praticidade de visualizar nossos produtos e a rápidez da pronta entrega. Não fique de fora, entre na nossa fan page e no nosso instagram, e desfrutem das melhores artes. E o melhor: Sem precisar sair de casa!!

Face book: https://www.facebook.com/pages/Lampions-Store/1414693762187474

Instagran: lampionsstore

quarta-feira, 3 de junho de 2015

terça-feira, 2 de junho de 2015

SINTA-SE EM CASA 1ª edição "Crônica"



RESENHA DO DIA 30 DE MAIO (SÁBADO).
 
por Jorge Cerqueira .
 
(30.5.15)SÁBADO - teve na praça de Casa Amarela a primeira edição do evento musical ”Sinta-se em casa”, organizado pela Associação dos Artistas Anônimos. O objetivo é o diálogo entre as bandas participantes sobre essa experiência com o público e o espaço, com o intuito de consolidar parcerias para fomentar eventos auto-sustentáveis, viabilizando espaços pras bandas e o público convergirem.
 
O evento teve apoio da Carb Cultural, Nepalm Discos, Traga Pub, Prefeitura da Cidade do Recife, Zezé Artesanatos, Emlurb e Polícia Militar.
As bandas do primeiro dia foram Prison, Saga, Arca de Pandora, João Lemom e os Bicos e Essência Mística.
A primeira foi Prison. Uma banda de Paulista que faz cover da banda Three Days Grace. É aquela que estourou com “I hate everythingabout you”. Começou às 19:03, terminou às 19:33. O vocalista cantou tão igual ao cara da Three Days Grace, que por esses 30 minutos de show eles poderiam se chamar de Thirty minutes grace.
Com a instiga já instigada, às 20:06 começou show da João Lemom e osBicos. Duas guitarras calcadas no punk rock, blues, psychobilly e músicas sobre o sol (“agora que o sol se apresentou não tem mais perigo”), o encarte do cd (“do que vale o encarte se ninguém vai entender”), whisky e outra de letra muito legal que encerrou o show, de nome "perfeiúra", séria candidata a hit.
 
Terminou 20:54 o show da João Lemom, aí às 21:11, Saga: é som pedrada. Hardcore, punk, trash, metal tudo com um vocal rasgado, furioso, fogo nas orelhas. Tinha um guitarrista que tocava como os caras do Rammstein, esse headbangueava pesado. E tinha um outro com boné que lembrava o guitarrista do RATM. Lá na 9ª música o guitarra falou “a gente não chegou nem na metade ainda”. E foram 18 músicas. Todas tudo lapada. Toma!
 
Terminou às 21:54 o show da Saga. Às 22:10 começou Arca dePandora. O som que sai da arca é múltiplo, divino-profano, céu-terra. As guitarras se alternam entre os elementos da natureza. Enquanto uma é seca como a terra a outra voa em solos viajantes. E o guitarrista tinha horas que buscava tocar o absoluto com seus acordes mergulhados em delay.
A primeira música, "Memórias póstumas de Lampião" é rock com um ritmo chamado maculelê. A segunda misturou música autoral que falava Paranauê com “Hey Man” de Ave Sangria. A quarta música falava “meu terreiro é de xango eu toco pra Iemanjá” mesclada com “Geni e o Zepelim” de Chico Buarque.
Depois na quinta música eles misturaram um blues rock com “O pirata” de Ave Sangria. A sexta música foi “Riders on the storm” do The doors com a ciranda "Os 4 elementos" que falava “fogo que acende as luzes do trovão, vento que sopra as águas do mar vou te encontrar”. O público gritou e gritou pra eles cantarem “Homem Gabirú” e “Solange”, mas eles tocaram o coco "Coco de dona aurinha” e todos se uniram na dança.
 
O show acabou exatamente às 23:00, e às 23:09 teve o reggae-afrobeat da Essência Mística. Na quarta música “Resistência Reggae” que fala “o homem forte é o que usa inteligência” caiu aquela chuva que só Jah e Iemanjá enviam. Tava tudo conectado e veio dois covers certeiros: “We can make it work” de Bob Marley e "Ain't no sunshine".
 
Às 00:13, olhei pro relógio, fim do show; início da sorte pra todos ali.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

SEM HABILITAÇÃO

 
Os acidentes de moto superam o caráter de epidemia no estado. Epidemia devido ao número - crescente nos últimos anos - de mortes, de pessoas feridas e da ocupação dos leitos hospitalares.
 
Por trás dessa tragédia, também está o desrespeito às regras do trânsito, o que pode ser mensurado em parte pela quantidade alarmante de motoqueiros sem a Carteira de Nacional de Habilitação (CNH).
 
Dados do Comitê Estadual de Prevenção aos Acidentes de Moto apontam para mais de dois terços das vítimas hospitalizadas sem a CNH. Ou seja, vítimas que jamais tiveram treinamento e, portanto, desconhecedores de normas básicas de comportamento no trânsito.
 
Preocupante, em meio à epidemia, é a prevalência do entendimento, de grande maioria, de que para se conduzir uma moto bastam habilidade manual e rapidez de reflexos.
 
Ao pensar assim, as consequências no trânsito não poderiam ser outras senão zigue-zagues de adolescentes e adultos em ruas e rodovias empilhadas de carros. Eis uma das portas para a epidemia de feridos e mortes.
 
Texto: Jaílson da Paz